Em Algum Lugar

Bela morena, as flores são teimosas em lugares onde não deviam estar, solo sem nenhum verde, és nascente, cresceste,
afortunado coração, como um rio, escorreu e parou na curva do seu olhar, quem não descansaria nas sombras dessas sardas?
pés cansados sempre encontram um bom lugar, entre as folhas lisas do teu cabelo e as trilhas tortas do seu sorriso,
tão gentil e doce tu és, como fruta corada, prestes a cair, só para que do chão, as sementes floresçam.

leia a poesia completa...

Sábio Relógio

Tic tac, o barulho inesgotável do tempo, tudo parece tão depressa, feito mal, às pressas,
até o simples relógio tem seu momento de parar, trocar a pilha vazia, recarregar as energias,
talvez seja mais sábio que nós, que estamos sempre esgotados em meio ao caos do dia, parar é utopia,
nossos minutos são segundos, nossos dias são horas, até o que é belo, foi-se rápido, despercebido.

leia a poesia completa...

Mau, Humano

O puro mau, inerência do ser humano, corrói ao seu redor, gratuitamente, impulsivamente,
destrói, mata, por nada, não evoluímos desde a árvore sagrada, Caim, Jack, Hitler e outros mil,
serial killers, ditadores, estupradores, assassinos de crianças, mulheres, judeus, homens, tantos,
está no sangue, na mente, é humano, a maldade é seu acessório preferido, está sempre ali, ativo ou adormecido.

leia a poesia completa...

Batendo na Porta do Céu

Lembras quando sorriste pela última vez? Onde estavas? Foste falso? Ou apenas horrível e amarelado?
sorrias sempre assim? sem fazer as felizes covinhas, deixa os dentes sempre meio escondidos, os olhos não sorriem,
tem certeza de que consegues sorrir naturalmente? serás que não enganas a si? assim como quem sorrias em triste fim,
talvez este sorriso sejas só enfeite, um riso preso numa máscara de cera, não contagias a outros, não é inerente.

leia a poesia completa...

A Culpa é do Amor

A culpa é do Amor, ser desafortunado, errante, escolheste a mais linda mulher e o mais apaixonado dos homens,
para quê?! Após acertos inquestionáveis, agendaste o tempo errado, anos e décadas passastes, tudo pareces tarde,
milhares de obstáculos inventastes, ora senhor Amor, malvadezas à la carte, lá se vai a linda história feliz que criaste,
acinzentando cores, calando vozes, gelando corpos, distanciando corações, sofrendo perdas irreparáveis, tudo, alteraste.

leia a poesia completa...

Batman, o Gato

Do lixo vieste, miúdo peludo, Batman da capa cinza, deram a mim este presente, alegria,
parece que foste ontem, viraste herói do meu lar, folgadinho, tímido só os miados, sempre baixinho,
astuto, arranjavas sempre luta com os vizinhos, os maiores sofriam, brincadeirinha, amizade fácil felina,
demoraste a conquistar o coração do irmão felino mais difícil, não o meu, este, fácil, facinho.

leia a poesia completa...

O Vento Levou

Os ventos uivaram, escoaram sonoramente pelas montanhas, trazendo reflexões das mais profundas entranhas,
o silêncio envergonhado, és tão barulhento, os animais ouvem os lamentos, passarinhos coloridos, lobos cinzentos,
a harmonia ao redor a denunciar seu tornado, a natureza, ansiando por lágrimas ocultas, salpicar a terra obscura,
nenhuma confissão fica muda aos sussurros invisíveis, a brisa que lhe arrepia os pelos, flutua suas palavras não ditas.

leia a poesia completa...

Minhas Palavras

Admiro minha capacidade de flutuar em palavras perdidas, transportando-as por aí, fugas necessárias, inspirados cometas,
rir debaixo de lágrimas, chorar secando o solo, derramar sentimentos dentro de baldes vazios, as vezes profundos, imersivos,
até fiz palavras sutis parecerem destrutivas com bom ritmo, declarei amor a benção de vinho, narrativas alegres em cotidianos tristes,
dancei com belas poesias vadias, poetizei sobre deus, futebol, morenas, natureza, um pouco mais, minhas imprevisíveis poesias.

leia a poesia completa...

Olhos Decorados

Teus olhos me veem, tentam enxergar, a forma, o jeito, aspecto deslumbrativo, fascínio,
pintura restaurada, tantos pincéis foram quebrados, borrando arte precária, mal acabada,
mesmo assim, as cores dilataram suas pupilas, tela líquida em parede neutra, paixão novena,
veja, combinas com a mobília, decoras o interior, despejas cor em cinza frio, desejos, calafrios.

leia a poesia completa...

Recompondo

Vou vadiar, cortejar minha solidão, cultuar-me no espelho, tentação em batom vermelho, intrínseco,
aquele perfume, dia do casamento, quebrado, despedaçado, fiapos, tristeza em véu branco e grinaldas,
sapato salto alto, vestido elevado, blusa solta, colo visto, veneno em doses letais, intencionada,
uma dose única de Shakespeare, romance perdido, sereis alguém que não se importa, noite de sorte.

leia a poesia completa...

Poesias que podem te interessar...

Gostou? Compartilhem as poesias flutuantes e lembrem-se deste humilde pseudo poeta como autor, eternamente agradecido.

Pode escrever,

  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • as poesias estão flutuando em mais de 30 lugares, não perca de vista!

POESIAS FLUTUANTES 2019 | Todas as poesias são autorais de J.G.B @ All rights reserved. As pinturas contidas neste site são de autoria de outros artistas, todos devidamente com créditos mencionados e linkados. Background Art by Akiane Kramarik

JGWEB - Criação de Sites