Poesia - A Dor da Perda - por J.B.G

A Dor da Perda

5 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Votes 5.00 (1 vote)

A dor da perda, de algo, de alguém,
o infortuno acaso, o insuportável saber,
a aflição é tamanha, não há como refazer,
está feito e compaixão pode ter.

Perde-se um filho ou um animal querido,
a avó espirituosa e até o tio atrevido,
vão-se todos, breve ou tarde, mortos ou vivos,
lembranças fincadas no coração ferido.

Ás vezes, perde-se algo que nunca obteve,
apenas se vai, de repente, de grosso modo,
dor inestimavél do sentimento de posse.

No fim, não há quem ou o quê para culpar,
chore sem parar e deixe a lágrima secar,
só o tempo é doutor para curar o pesar.

Poesia por J.G.B

Pintura "Watercolor Eye Illustrations" por Jone Bengoa

Tags: morte coração dor perda culpa tempo

Gostou? Compartilhem as poesias flutuantes e lembrem-se deste humilde pseudo poeta como autor, eternamente agradecido.

Pode escrever,

  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

POESIAS FLUTUANTES 2019 | Todas as poesias são autorais de J.G.B @ All rights reserved. As pinturas contidas neste site são de autoria de outros artistas, todos devidamente com créditos mencionados e linkados. Background Art by Akiane Kramarik

JGWEB - Criação de Sites