Poesia - O Vilão é o Julgamento - por J.B.G

O Vilão é o Julgamento

5 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Votes 5.00 (1 vote)

Era uma vez, uma pessoa, um trapo, um anti-herói na esquina,
nascido do barro, doutor da vida, a pedra fria é sua casa, os ignorados, a sua matilha,
todo dia é julgado por falsos juízes, olhares que desprezam, crucificam, aniquilam,
de tão forte que és, nenhum poder lhe é devido, venceu mesmo assim, o miserável mendigo.

Era uma vez, uma linda princesa, sapatinho retalhado, vestido rasgado, fora enganada pelo príncipe,
da maça envenenada, gerou 2 crias, a casa é de palha, a abóbora, na mesa foi repartida,
todo dia é julgada por falsas moralistas, críticas a rebaixam, deboches a ridicularizam,
de tão forte que és, nenhuma ação lhe é devida, venceu mesmo assim, a mãe menina.

Todos somos heróis, humanos falhíveis, vilões imperceptíveis,
erramos com todas as armas, acertamos quando nada é possível,
sempre tolos, animais incapazes ao julgarmos o próximo caído.

Não julguemos, estendei as mãos, peçais mil perdões, gentis, não hostis,
singelos gestos, palavras sábias, sejamos simplórios heróis em batalha,
para quê carregar o pezar dos julgamentos? a Deus lhe é devido, tudo a seu tempo.

Poesia por J.G.B

Pintura "Julgamento de Filipe do Santos" por Antonio Parreiras

Tags: julgamento mendigo princesa perdão

Poesias que podem te interessar...

Gostou? Compartilhem as poesias flutuantes e lembrem-se deste humilde pseudo poeta como autor, eternamente agradecido.

Pode escrever,

  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

POESIAS FLUTUANTES 2019 | Todas as poesias são autorais de J.G.B @ All rights reserved. As pinturas contidas neste site são de autoria de outros artistas, todos devidamente com créditos mencionados e linkados. Background Art by Akiane Kramarik

JGWEB - Criação de Sites