Poesia - Vazio - por J.B.G

Vazio

4.5 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Votes 4.50 (1 vote)

Vazio, abismo de sorrisos tristes, choros alegres,
cadáver que rasteja, resmunga, nenhuma mísera beleza,
corpo de ossos e carne fraca com a alma velada,
imensa escuridão, uma parte de si, sepultada.

Corre-se sem nunca chegar, anda-se sem nunca parar,
tolo perdido, tem dois olhos, mas não enxerga o caminho,
escravo do medo, refém do fracasso, lugar algum lhe cabe,
duas pernas para cair, sempre uma queda a dois passos.

Inverno incessável espiritual, passos trêmulos, sussurros de sonhos,
lembranças escuras, profundo breu, ânimo atado, lágrimas formam um riacho,
surto, raiva, gritos presos numa bolha de ar, mente esfacelada.

Vazio, vida nas sombras, quase um lar, profundo lugar,
meditação complexa da alma, demônios libertos a lhe encarar,
heroísmo cego a tatear, guerrear, grande custo, a luz adentrar.

Poesia por J.G.B

Pintura "Dark Night" por Mariana Costa

Tags: triste alma vazio depressão escuridão abismo demônios

Gostou? Compartilhem as poesias flutuantes e lembrem-se deste humilde pseudo poeta como autor, eternamente agradecido.

Pode escrever,

  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

POESIAS FLUTUANTES 2019 | Todas as poesias são autorais de J.G.B @ All rights reserved. As pinturas contidas neste site são de autoria de outros artistas, todos devidamente com créditos mencionados e linkados. Background Art by Akiane Kramarik

JGWEB - Criação de Sites