Poesia - Coração Crucificado - J.B.G

Coração Crucificado

4 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Votes 4.00 (1 vote)

Repentinamente, coração pula, pobre coitado de pernas curtas,
sofre infeliz, tolo, sozinho, não pode ver um abismo, morte é juízo,
infarto é sobrevida, choques elétricos nesse músculo ferido, maldito,
o que há de melhor, crucificado em madeira com pregos enferrujados.

Sangra estes sentimentos pendurados, ore pela sua alma velada,
veja escorrer pelos dedos os anos encrustados, amores fracassados,
observe a tudo, sem força, pescoço quebrado, fitando os vermes da carne,
vomitando as últimas palavras, estas mal lidas, desacreditadas, ignoradas.

Feridas abertas, cicatrizes na carne, açoitado, humilhado, estes são resultados,
um coração inflado, preso a mim com estacas, o sacrifício, uma oferenda, morte lenta,
exposto, todos podem ver o show, sangue de amores derramados, mal amados.

Sepultamento, chegaste a hora, velar os amores falecidos, contemplar este coração sem ritmo,
não bate mais como antes, morre como sempre, agora, descansado, uma falsa paz num caixão lacrado,
ressuscitará algum dia, script desenhado, novamente, será posto em madeira velha e crucificado.

Poesia por J.G.B

Pintura "Heart Torn" por Chris Rivers

Tags: amor morte coração sacrifício sangue crucificação cicatrizes feridas

Gostou? Compartilhem as poesias flutuantes e lembrem-se deste humilde pseudo poeta como autor, eternamente agradecido.

Pode escrever,

  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

POESIAS FLUTUANTES 2019 | Todas as poesias são autorais de J.G.B @ All rights reserved. As pinturas contidas neste site são de autoria de outros artistas, todos devidamente com créditos mencionados e linkados. Background Art by Akiane Kramarik

JGWEB - Criação de Sites